learnex

 

 

 

Coletâneas Darda Editora - CDE: sempre um tema para sua imaginação e escrita.

A Darda Editora tem como um de seus interesses as coletâneas, razão pela qual sempre lança editais com diversos temas separados por gêneros, através do selo CDE - Coletâneas Darda Editora.

Todo autor precisa de um currículo que o identifique no universo literário. Acreditamos piamente que as coletâneas são um excelente meio de divulgação, conhecimento, troca de ideias e atualização do seu perfil, sendo, a nosso ver, importantíssima a participação deste sempre que possível, quer seja autor(a) novo(a) ou já com experiência.

NOTA: Se você tiver algum interesse em maiores informações para organizar uma coletânea extra ou um projeto já pronto, particularmente ou em conjunto, entre em contato conosco, por favor:  Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.

  

- PROJETOS EM ORDEM CRONOLÓGICA - 

 

 

ENQUANTO ELES SE ESPALHAM - contos |  Projeto em parceria com: Ge Benjamim | Até 15/02/2018.

Não importa o que você ouviu sobre as lendas brasileiras, a realidade é totalmente diferente do que você conhece. O folclore é repleto de criaturas nas suas melhores representações, e suas versões inocentes vagam pelos lares como histórias de ninar para as crianças. Contudo, o que está por trás das verdadeiras versões arrepiará da cabeça aos pés. Monstros são reais, e eles se espreitam nos lugares mais obscuros ao seu redor. Não corra, não grite e não durma. Cuidado! Eles estão prestes a te pegar! 

EditalDownload

FichaDownload ou  Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.


NAS TEIAS DE EROS - contos e poemas (micro e mini) |  Projeto em parceria com: Rita Queiroz | Até 28/02/2018

Esta coletânea destina-se à publicação de contos  (micro ou mini) cuja temática esteja voltada para o erotismo. Não serão aceitos textos que envolvam pornografia.

EditalDownload

FichaDownload ou  Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.


 

 A COLÔNIA PERDIDA DE ROANOKE - contos |  Projeto em parceria com: Bruna Schiavini e Marcos Diniz Até 28/02/2018

Roanoke foi uma colônia que sumiu sem deixar rastros. Quando chegaram de navio na colônia, já não havia mais ninguém. Todos haviam desaparecido, e ninguém nunca ficou sabendo o que realmente aconteceu. A proposta dessa antologia é que os escritores "preencham" as lacunas e tentem explicar, com seu talento literário como foi a colônia, o que aconteceu, o por que sumiram. Cada autor deve criar um acontecimento marcante que possa ter acabado com alguns membros da colônia um pouco antes ou após a chegada à tribo. Não pode ser algo que acabe com toda a população da colônia, mas que mate apenas algumas pessoas ou só o personagem principal de seu conto. A colônia possuía estimativa de 114 pessoas entre homens, mulheres e crianças. Pode ser algum acontecimento natural (terremoto, ataques de animais ferozes, tempestades, etc). Pode ser algo relacionado ao sobrenatural caso o acontecimento ocorra após a chegada às terras da tribo fantasma (desaparecimento, mortes sem explicação lógica, possessão), sem colocar nada sem sentido ou que fuja do tema da antologia. Gênero do conto: suspense.

EditalDownload

FichaDownload ou  Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.


 

FOTOesia Mineira - poesia e fotos |  Projeto em parceria com: Ana Bruni, Bruno Borin e Manoel Freitas.

A coletânea apresentará o trabalho do fotógrafo mineiro Manoel Freitas. Nas diversas fotografias (OBS.: as fotografias para escolha encontram-se no próprio edital com numeração específica ou no link "FOTOS" abaixo) os poetas encontrarão crepúsculos, alvoradas, aves, flores do Vale do Jequitinhonha e mostras da paisagem do sertão de Minas, com os lajedos que mereceram recentemente destaque no Terra de Minas e, ainda registros da Tribo Xacriabá, a maior nação indígena de estado. Nosso objetivo é trazer à luz a importância da resistência, da proteção e da conservação dos poucos ambientes nativos do Brasil e fazer refletir sobre a sua potencial perda através da comercialização e da exploração ilegal, posto que uma vez perdidos, boa parte da saúde do ser humano irá com a natureza extirpada. Afinal o que seria da poesia sem o olhar para a natureza? Teriam poetas como Drummond e Manoel de Barros se inventado tão unicamente sem essa inesgotável fonte de inspiração?

EditalDownload

FichaDownload ou  Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.

FOTOS


 - MAIS TEMAS EM BREVE -